A Horta da minha vó Martina

Desde a Antiguidade o fogo e a cozinha estão no centro da casa.
No Morgenlicht é também assim. A Alimentação é nutrição e estímulo aos sentidos mais sutis…

A Cozinha Vibracional é nossa culinária, criada com vegetais recém-colhidos da horta orgânica da fazenda, combinados com carnes brancas, laticínios e produtos da região. Na Família e na Pousada Martina se esmera na qualidade do alimento vivo e, por vivo pode-se entender:
. traz suas propriedades sutis que atuam na sensibilidade interna e seu equilíbrio
. produz prazer em cultivar e harmoniza o ambiente
. serve como terapia de autoconhecimento o hábito da diária ida à Horta
. muda o grau dos prazeres em quando se ingere o verde vivo, estimulando o gosto e a paz aos  valores mais naturais

a Horta da minha vó Martina

Dessa vivência sua diária de idas e vindas à Horta surge a pequena estorinha que vamos contar:

Martina é já avó. Avó feliz e sem vaidades. Seu primeiro neto foi chamado Miguel. Vivo, alegre e expansivo, o denominamos Miguelito. Ele vai nos contar um pouquinho de suas aventuras na horta de sua avó. Lembramos que o pai, o Thomas, sempre dá exemplos de cultivo e conseguimento bem louváveis com a terra.

eu e meu pai Thomas

“Na horta da minha avó, tem ervinha de montão.
Fico calminho com o chá de capim-limão.
Quando chega à noite, mamãe cuida de mim.
Durmo bem no aconchego, com cheirinho de alecrim.
Lá tem chá pra resfriado, dor de dente de barriga
Minha avó é mais que vó, ela é minha querida!”

este sou eu!!!

“Eu e meu pai também trabalhamos na terra.
Eu semeio, ele cultiva
e a natureza nos oferta o milho amarelinho: cor do sol!”

“Minha mãe e minha avó me ensinam que cada verdinho nos ajuda na saúde. Vou contar um pouquinho de oque ouvi.”

Broto de Girassol

“O brotinho quando nasce está cheinho dos nutrientes que precisamos para crescermos fortes e saudáveis. Minha avó cuida deles como se fossem bebezinhos, cheios de carinho…”

o Brócolis

“Amarelinhas são suas florzinhas;  adoro com o arroz. Aprendi que tem muita vitamina, cresço e fico muito rápido. Te adoro, amigão!”

o Girassol

“Me lembra mesmo o sol, um sol que nasce na terra, refletindo os primeiros raios da Luz da Manhã…”

o Alecrim

“Mamãe canta para eu dormir que o alecrim é a flor do campo que nasceu sem ser semeado…Bom para nós! Obrigado a quem inventou esse cheirinho. Bebo no chazinho quando minha barriga tá dodói.”

os Girassóis na fazenda

“Gira o sol no meu jardim procurando te encontrar.
Abro os olhos e, da janela, já estou a te amar!”

Alfaces

“Como todos os dias na salada. Sinto muita alegria nessas folhas verdinhas. Me deixa bem calminho…”

a Calêndula

“Vovó conta uma história que essa florzinha já curou muitas feridas nos campos de batalha. Sua pomadinha é muito boa pra cicatrizar ferimentos e cuidar de queimaduras. Ui! Espero nunca precisar, não gosto de me machucar!”

o Boldo florido

“O boldinho dá uma florzinha bem azulzinha na pontinha. Me amarro em olhar.
Já a rosinha, nem preciso falar, é minha preferida de banhar.”

o Capim Limão

“É cheirinho de aconchego, de ninho, de Lar. Minha mãe me lambuza de seu olinho, a me massagear…”

a Salsinha

“É um temperinho delicioso na comida da minha vó. Diz que tem muita vitamina C, faz muito bem para eu não adoecer.”

a Cebolete

“Mamãe leu que essa plantinha veio lá da China… Puxa… Que lonjura! Antigamente se acreditava que assim como o alho e a cebola, afastava doenças, cobra e mau-olhado…Acho que  prefiro só na sopinha mesmo…”

a Couve do coelho

“- Come menino, que tem muito ferro, faz bem pro sangue. É comida forte! (Eu adoro junto com feijão).”

“Na horta da minha vó não tem nenhum remédio que faz mal na gente. Toda casca de fruta ou resto de alimento, ela usa para adubar. O que me deixa mais feliz? Sair correndo entre as folhas e flores, depois me enroscar na saia dela e dando um abraço no meu avô de tanta alegria.”

e se acabou a estória. As crianças bem felizes, nos ensinando…

4 Comments Add yours

  1. Arnoldo diz:

    Lindas fotos, belos e criativos textos. Muito bom!

  2. Maria Clara Adnet diz:

    Conheci Miguel quando estive no Morgenlicht, ele desenhava um mapa. Figurinha linda esse menino da Natureza. Maria Clara Adnet

    1. Aprendemos com o “novo” em nossa criança interna. E muitos pequenos nos vêm a renascer nossa criança. Muito gratidão a você!

  3. Ana Rowe diz:

    Coisa boa de ver, de ler e sentir… Que o Miguelito continue sábio! Que uma hora destas eu consiga voltar ao Morgenlicht e reviver estas sensações… Abraço em todos…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s